CNM edita medida que pode injetar 80 bilhões de reais no mercado

CNM edita medida que pode injetar 80 bilhões de reais no mercado

O Conselho Monetário Nacional (CNM) editou recentemente uma medida que poderá, ao longo de seis anos, injetar R$80 bilhões nos imóveis que se enquadram no Sistema Financeiro de Habitação (SFH). Esta mudança permite que os bancos direcionem o montante para financiar aquisição, construção, reforma e ampliação de imóveis residenciais.

Os bancos são obrigados a destinar 65% do que captam pela poupança para fornecer ao mercado como crédito. E destes, 80% são para o SFH, carteira hipotecária e SFI. É exatamente esta obrigatoriedade que o CNM acabou, contando a partir de 1º de janeiro de 2019.

Também deixa de estar condicionado a operação de crédito sob limite de valor da avaliação, de taxa de juros e estrutura de atualização. Ainda permitirá a atualização do financiamento pelo índice de preços, atualmente são indexados pela TR (Taxa Referencial).

O custo efetivo de 12% a.a. e atualização pela TR serão mantidos, assim como o limite de avaliação de imóvel financiado em R$ 1,5 milhão.

Receba Novidades

Cadastre-se e receba as novidades do mercado imobiliário em seu email.