Mercado imobiliário tem aumento de vendas no primeiro trimestre

Mercado imobiliário tem aumento de vendas no primeiro trimestre

Um bom sinal de que o mercado está em recuperação ocorreu no primeiro trimestre de 2018 com um aumento de 22,3% nas vendas de unidades residenciais, comparando com o mesmo período de 2017. Isto demonstra que o consumidor está voltando a ter confiança o bastante para comprar um imóvel.

Porém, do lado das incorporadoras, o volume de lançamentos caiu 30,7% no período. Este movimento contrasta com o que ocorre em suas vendas, pois indica que os bons ventos ainda não os estimulam a lançar mais unidades.

O balanço foi feito pela CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção), em parceria com o SENAI Nacional, no estudo “Indicadores Imobiliários Nacionais”, divulgado em 30 de maio.

Esta demanda reprimida pelo cenário econômico produziu um efeito benéfico para as construtoras que possuíam muitas unidades em estoque no final do trimestre. Em março, o volume em estoque foi 14,8% menor que o mesmo mês em 2017.

 

Alguns números do primeiro trimestre

Entre janeiro e março de 2018 foram vendidas 24.712 unidades residenciais contra 20.209 em 2017.

O Centro-Oestre teve a maior variação positiva, com 62,6% e o Norte a maior negativa, com -22,1%. As regiões metropolitanas de Fortaleza, João Pessoa, Maceió e Recife foram as que tiveram maior volume de vendas entre as regiões pesquisadas.

Quanto às unidades lançadas, o 1º trimestre de 2018 teve 10.574 unidades contra 15.255 de 2017. O Norte não viu lançamentos ocorrerem no período em 2018, Nordeste se manteve na faixa de 4.000 unidades; enquanto Centro-Oeste e Sul tiveram retração de -62,1% e -63,6%, respectivamente.

No cenário nacional, o numero de unidades disponíveis caiu de 144.398, em março de 2017, para 123.055, em março de 2018. A queda ocorreu em todas as regiões, com destaque para os -19,7% do Sudeste.

Receba Novidades

Cadastre-se e receba as novidades do mercado imobiliário em seu email.