Por que recorrer a uma imobiliária na hora de fechar negócio?

Por que recorrer a uma imobiliária na hora de fechar negócio?

É comum ter dúvidas na hora de comprar um imóvel. São tantas opções no mercado que você acaba ficando cheio de questões a serem solucionadas. Essa decisão é influenciada pela forma de pagamento, diferenciais do imóvel e detalhes que muitas vezes não são nem levados em conta pelo comprador. É por isso que ter um profissional capacitado para ajudar na escolha é fundamental.

Às vezes, algumas facilidades encontradas nesse processo podem se mostrar bastante atrativas para um leigo no assunto - como, por exemplo, uma melhor negociação na forma de pagamento. Em contrapartida, elas escondem armadilhas e fazem com que você perca dinheiro ou, pior, o imóvel tão desejado e procurado.

Por isso, para não ter dor de cabeça, o mais indicado é que você analise as opções de compra com o auxílio de um corretor – por meio de uma imobiliária – para que o negócio seja certeiro.

O corretor, além da comodidade, ainda passa maior segurança no processo de compra. Entre outras tarefas, esse profissional vai esmiuçar os documentos que comprovam se o imóvel está regular, algo que pode não ser tão bem feito por um comprador que negocia direto com o proprietário do imóvel.

Além disso, nos dias corridos de hoje, ninguém pode reclamar de ganhar algumas horinhas, certo? Pois a imobiliária se dedica exclusivamente a achar o imóvel ideal para as suas necessidades dentro do tempo estipulado por você. Lembre-se de que os corretores de imóveis dedicam seu tempo de serviço para procurar o imóvel que o cliente deseja.

Outro ponto positivo: por seu know how, a imobiliária está apta a atender o cliente com conhecimento das situações que podem blindar a negociação. Sendo assim, a chance de acontecer um erro de percurso é praticamente zero, já que a negociação é de responsabilidade do corretor e da imobiliária. Isso significa que se futuramente o imóvel negociado apresentar algum risco, tanto a imobiliária quanto o profissional responsável pela venda respondem na justiça.

Aliás, falando em justiça, a imobiliária também é responsável por prestar assessoria jurídica e acompanhar todo o processo do contrato. Essa intermediação traz rapidez nas etapas burocráticas e ajuda a resolver dúvidas entre as partes.

Mas fique atento: a negociação via terceiros deve ser feita por um profissional credenciado pelo CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis), já que outras formas de auxilio são ilegais.

Outro ponto que traz facilidade a esse processo é o fato de a imobiliária garantir a qualidade de seu portfólio. Além de você ganhar tempo por não ter de procurar por inúmeras opções, os imóveis apresentados pelo corretor são previamente analisados para o seu perfil.

Se você pensa na dificuldade em conseguir um desconto maior no preço total do imóvel ao ter uma imobiliária intermediando a negociação, lembre-se de que é melhor ficar sem o desconto dos 6% (preço pago à imobiliária) e ter garantias no negócio, do que ter o valor reduzido e perder o imóvel por não ter verificado a idoneidade da compra.

Outro lado da moeda

Para aqueles que querem vender ou alugar o seu imóvel, a imobiliária também é uma boa opção. Primeiro porque, para que haja interessados no seu produto, é preciso ter uma boa divulgação. As imobiliárias fazem isso muito bem.

As empresas se responsabilizam em promover o imóvel da melhor forma possível para conseguir um inquilino ou comprador. A máxima de que aquele que quer ter sucesso precisa ser visto cabe direitinho aqui.

Além disso, é de responsabilidade da imobiliária coletar os dados do locador e do locatário, fazendo, inclusive, a análise de crédito para garantir o cumprimento de suas obrigações. Assim, a imobiliária se responsabiliza pela gestão do contrato, tanto na entrada do inquilino, quanto durante o período de vigência do documento.

Receba Novidades

Cadastre-se e receba as novidades do mercado imobiliário em seu email.

Blog Leardi - Últimas Notícias

Fique por dentro das novidades do mercado imobiliario e de franquias. Oportunidades, dicas, informação.