Alta de 0,1 por cento em fevereiro no preço de imóveis residenciais de São Paulo

Alta de 0,1 por cento em fevereiro no preço de imóveis residenciais de São Paulo

O preço dos imóveis residenciais no mercado imobiliário brasileiro segue crescendo a passos curtos, com alta de 0,04% em fevereiro, frente aos 0,01% em janeiro. No acumulado dos últimos 12 meses, a alta dos preços alcançou apenas o,64%. Porém, são sinais de otimismo neste período ainda permeado pela indefinição dos rumos da economia e da estabilidade na geração de emprego.

Os dados São da ABECIP (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança), divulgados no dia 22 de março deste ano. A pesquisa tem como base os financiamentos imobiliários realizados em 10 capitais brasileiras.

Destas 10 capitais, 7 delas tiveram alta. Entre elas está São Paulo, com aumento médio de 0,1% no preço dos imóveis. Porto Alegre registrou a maior alta, de 0,4% em fevereiro. Seguida por São Paulo (0,1%), Recife (0,07%), Goiânia (0,03%), Fortaleza (0,02%), Brasília (0,02%) e Curitiba (0,0%).

Nas outras 3 capitais avaliadas ocorreu uma baixa, também pequena, de -0,01% em Salvador, -0,05% no Rio de Janeiro e de -0,08% em Belo Horizonte.

Esta movimentação do mercado é reflexo do cenário econômico, que segue a tendência de aumento expressivo no preço médio dos imóveis apenas depois de uma recuperação geral da economia do país. Existe também a frustração sobre o ritmo da retomada da atividade econômica nestes três primeiros meses de novo governo.

Fonte dos dados: UOL

Receba Novidades

Cadastre-se e receba as novidades do mercado imobiliário em seu email.