As redes sociais e o mercado imobiliário

As redes sociais e o mercado imobiliário

Todo corretor de imóveis que se preze tem na comunicação a sua principal ferramenta de trabalho. E quanto mais maneiras para se comunicar, melhor! Atualmente, isso não significa atuar apenas com anúncios em jornais, passar a mão no telefone ou, simplesmente, ir para as ruas e conversar. Na era da internet, as ferramentas da tecnologia - de e-mail aos blogs e, claro, às redes sociais - podem ser uma poderosa arma de comunicação para quem atua no mercado imobiliário. Isso não significa que o corretor vai se trancar no quarto na frente do computador, evidentemente. O que precisa ser feito é adicionar as redes sociais em sua estratégia, ampliando o seu público-alvo e as possibilidades de vendas. Afinal de contas, os potencias clientes estão conectados todos os dias. Um levantamento da ComScore afirma que 90,8% de todos brasileiros acessam redes sociais e ficam, em média, 4,9 horas mensais nesses sites. E não estão online apenas para jogar nas fazendas virtuais ou ver fotos. A pesquisa aponta que 55% dos usuários entre 35 e 49 anos procuram novos imóveis pelas redes sociais. Está convencido? Veja agora quais são as redes sociais que você precisa estabelecer a sua presença e as estratégias para conquistar clientes: Facebook A rede social mais popular do mundo (e do Brasil) teria que abrir essa lista. Se você não trabalha com o Facebook, já está atrasado. Lá, é possível criar perfis pessoais e páginas profissionais (as mais indicadas para um negócio). Se você tem uma imobiliária, o primeiro passo é criar a sua página profissional. Nela, compartilhe fotos de novos empreendimentos ou imóveis recém adicionados. Essa é a parte mais básica do processo. Mas vai ser difícil trazer gente interessada em comprar só com isso. É importante você tentar se tornar uma referência do mercado. Então, compartilhar notícias relacionadas ao setor imobiliário ou eventos podem ajudar a atrair interessados. E, claro, nunca se esqueça de interagir com o seu público, respondendo os comentários e as mensagens privadas. Aliás, você pode conhecer um pouco do perfil do seu cliente pelas informações fornecidas pelo Facebook. É um trabalho de médio a longo prazo, mas pode compensar. Twitter Outra febre nacional, o Twitter possui mais de 41 milhões de perfis brasileiros ativos. Como as mensagens devem ser curtas (o limite é de 140 caracteres por publicação), é recomendável fazer uma pequena chamada com links para o seu blog ou site da imobiliária. A interação com o público também é muito importante para atrair mais seguidores. Pinterest e Flickr São duas redes sociais essencialmente usadas para o compartilhamento de fotos. O Pinterest tem reunido pessoas interessadas por design, arquitetura e decoração. Está aí uma ótima oportunidade para você criar um álbum virtual com as melhores fotos dos seus imóveis e separadas por categorias e preferências pessoais. Mãos à obra Com esse resumo, você já pode mergulhar nas redes sociais. Mas, nunca é demais lembrar, para fazer bonito nesse mundo você precisa obedecer uma série de regras. A primeira de todas é com a redação das suas publicações. Erros gramaticais e de concordância deixam uma péssima impressão e afastam possíveis clientes. Depois, com as imagens. A foto de um imóvel, se for feia e com pouca luz, pode mais prejudicar a sua venda do que ajudar. Como uma imagem bonita sempre atrai mais gente, é bom procurar maneiras de apresentar fotos mais bacanas (é só pesquisar por tutoriais na internet que explicam como fazer isso). Por fim, lembre-se que seus perfis devem sempre estar atualizados e dê crédito dos lugares que você compartilhou a notícia. Agora, é só começar a trabalhar. Banner_01

Receba Novidades

Cadastre-se e receba as novidades do mercado imobiliário em seu email.

Blog Leardi - Últimas Notícias

Fique por dentro das novidades do mercado imobiliario e de franquias. Oportunidades, dicas, informação.